novembro 02, 2008

Transição

Ele esperou ofegante e desesperado que ela terminasse de falar. - Não. Impossível. - Respondeu ele. - Por favor Joe. Te imploro. - Insistiu ela. - Mi, não. Me desculpe. Não. - Joe - interrompeu ela, e lágrimas brotaram dos olhos dos dois - por mim. Ele chorou, chacoalhou - a. - Por favor, Joe. - Disse ela ofegante. - Te juro. Te juro. Ela agradeceu. Colocou lentamente a mão boa na cabeça. Melado. E como doía. Seus olhos ardiam, a dor estridente cegava - a. Se viu criança. Sua mãe ensinando - a a dizer seu nome. "Mi", dizia a mãe e o bebê repetia "I", e havia risos. Num piscar de olhos ela tinha nove anos. Era a primeira briga feia dela e do seu irmão. Ele a batera. Ela foi até o quintal, pegara a vassoura, e quebrara na cabeça dele. Ele desmaiou. Hospital. Confusão. Choro. Arrependimento. Agora já tinha 23 anos, estava se formando. Linda. Vestido vermelho curto. Só ela usara curto na formatura. Conhecera - o. Joe, o garçom. Fumando em um canto. Encantara - se por aqueles olhos claros, e aquele sorriso de garoto. Seu primeiro cigarro. O primeiro de todos os outros. De repente tudo se materializou de novo. Lembrou de Joe, e do que havia lhe obrigado a prometer. Viu Joe que a segurava, chorava, e olhava constantemente para o celular (droga de âmbulancia atrasada dez minutos!), uma rua escura, tiros no vidro do carro importado. Mas a dor tinha sumido. Uma paz tomou conta dela, e a rua antes deserta e escura foi clareando, chegou a ficar tão clara que todas as cores pareciam mais vivas, tudo parecia exalar um cheiro doce e agradável, pessoas de branco e extremamente bonitas andavam de um lado para o outro sorrindo para ela. Sentiu - se leve. Passou a mão na cabeça. Não havia mais furo algum. " Se eu soubesse que morrer era tão bom, eu teria morrido antes " - pensou.

39 opiniões:

carteirodopoente disse...

T
obrigado por passar lá no blog
beijos
tadeu

Lorena Portela disse...

nossa senhora, q q foi isso??

;**

Jéssica V. Amâncio disse...

Uia!!! Adorei!!!
Vejo tantos 'flash backs' clichês que o seu me surpreendeu!!
=)

Bandys disse...

T
Uauuu,
Isso que é saber escrever, adorei!!

beijos

Oliver Pickwick disse...

Os dramas e os amores urbanos do nosso tempo. Triste, contudo bem escrito e de final surpreendente.
Um beijo!

Ácido Cloridrix HCL disse...

Poxxxxa, essa dá que pensar hein???? Beijo, HCL

D.Ramírez disse...

Oiee T, feliz que me visitou e gostou !! Sim, sou eu quem faço as tirinhas..continue visitando que sempre terá tiras novas, pode palpitar tbm..rs...ah! e chame os amigos tbm prá ir!!! Besitos

Brúh disse...

Olá que bom q me visitou e que gostou volte sempre por láa.
tbem gosteii do seu..
Bjokas otima semana T.

Cámila disse...

Mas foi tão confuso!
hahaha adoro essas suas histórias!
São lindas mesmo!

Obrigada pelo comentário lá... E a gente só percebe o valor de uma pessoa quando perdemos msmo né!

bjooo

ChulapA disse...

nossa q bacana o seu blog
parabens
bjos

Pavón disse...

Triste e muito em escrito... aquela coisa de passar um filme enquanto morremos e a luz clareando toda a escuridão...

Beijos

Dany disse...

Um texto tão triste e ao mesmo tempo comovente!!
Belíssimo jogo de palavras!
Parabéns, moça! E obrigada pela visita, volta sempre que quiser, tá?!
Gostei daqui!
;)
Bjs

Goiano disse...

espera q to processando as informacoes... tipo ela morreu?
ela morreu de prazer?
teve um orgasmo nao declarado? desde qdo morrer é bom?
kkkkkkkkkkkkk


ai q complexo

bjos

Janete Andrade disse...

ei moça q conto mais intenso esse seu hein? ;x
adorei! é de uma tristeza, uma intensidade... a vida é tão louca né? e às vezes fazemos tantas besteiras... :c

tô sempre mudando o visu do meu blog, enjôo rápido demais, mas confesso q o template antigo foi o mais gostei. :D

*;

GUILHERME PIÃO disse...

Morrer deve ser bom mesmo...pois até agora ninguem voltou...
Abraços

srta. L. disse...

Tanta tragicidade é por causa do dia de finados?

Nataliinha disse...

Aah, para de bobeiira .
Tu maanda meegaa bem qd escrevee !

Bjs =*

αиα.·* disse...

Este teu texto, lembra muito a última cronica ki eu li!(Y)

bjú

αиα.·*

Carla Silva e Cunha disse...

ola

É sempre com prazer que por aqui passo e lhe garanto que voltarei.

bem haja

carla

http://www.arte-e-ponto.blogspot.com

Ricardo Valente disse...

Um conto trilegal (me entreguei). Quero dizer, que sem você, meu mundo é incompleto (clichê?) Que se fo--. Bjão!!! (vou tentar estar on line de dia, que é mais fácil!)

Nadezhda disse...

A morte deveria ser boa para quem fica também.

(Tenho 17, por quê?)

;)

[Farelos e Sílabas] disse...

...

As palavras foram se costurando a cada linha que chegava. No final, algo comovente. Eis uma inspira-AÇÃO!

Fique com Deus!

...

Nαny / x3 disse...

gostei muito *-*
realmente gostei mesmo,
AhH .. vou linkar seu blog no meu ;*
bjoo' (♥)

Vinícius Aguiar disse...

Nossa senhora... que forte hein...
impossível comentar... restou-me uma única palavra: PERFEITO!
Beijos!

Mary disse...

Nooossa, adorei o texto.
Faz bem meu estilo na época do colégio, adorava escrever dessa forma...como quem aguarda um ohhhh coletivo. Muito muito bom !!!
Obrigada pela visita...apareça.

tico litlle disse...

eba..mais um conto!

Ariana disse...

Essas histórias suas são simplesmente perfeitas!

Beijo

May Carvalho ჱܓ disse...

Ameii o história !!! cheia de drama e com um final singelo e sutil, mas ao mesmo tempo surprendente... Lindo!
Ameiii.♥

Beijos

*Raíssa disse...

Arrasou, mulher! Demais a história, texto perfeito!

Morrer deveser bom mesmo. Não há de ser ter medo de algo bom...

Beijos

.a nega do neguinho. disse...

mas tu arrasa como sempre né T?
deixa a gnt fissurado na leitura do começo ao fim!


=]

Carol Garcia disse...

aai vc ta triste ?
pq vc escreveu isso, ta liiiindo mais ta mto TRISTINHO !
se morrer fosse bom acho q não teria mais ngm assim ! se agente conseguisse saber claro :}
bj e brigada pelo conselho :)

Marianaaaa ♥ disse...

A-D-O-R-E-I
Sem dúvidas o texto é ótimo, você escreve muito bem, dá gosto de aparecer aqui :)

Beeeijo

~Lilah disse...

Não sei se triste realmente define esse texto, muito bom por sinal.

Os momentos de agonia e a vida passando pelos olhos para no final deparar-se com a beleza da morte. Minha mãe sonha em morrer para poder ir pro céu. De repente é mesmo lindo morrer.

Boa semana.

Thiago disse...

hahah isso lembrou-me bem a minha infância!

Késia Maximiano disse...

Super obrigada pela visita =)

Ricardo Valente disse...

Haha, de novo, novamente... Se morrer for assim, bah! Trilegal!

Dani disse...

Morrer não deve ser tão triste assim, é pior pra quem continua vivo, acredito.
(Não pense que eu sou louca xD)

Larissa Bohnenberger disse...

Nossa, muito intenso. Adorei!
Acho que todo mundo em algum momento da vida já se perguntou como seria morrer. Podemos imaginar tudo, os flashbacks, a luz, a dor sumindo... mas a verdade é que não sabemos. Mas assim como você, eu também acredito que o momento da morte, é um momento que traz paz e serenidade...
Bjs!

Mary West disse...

Bem descrita essa realidade que faz ou fará parte da vida de todos nós. Pq é tão complicado? Queria ler mentes.

 

Blog Template by YummyLolly.com - Photoshop Brushes Obsidian Dawn