junho 18, 2008

Um pouco de mim e Dele

Sabe aqueles dias que você está atrasado, coloca qualquer roupa e sai parecendo um louco de casa? Seu cabelo está péssimo, você está irritado, e somente o que pegou na correria foi o celular? Foi num dia desses que eu o conheci. Conhecer, conhecer eu já conhecia. Fazia algum tempo que trocávamos conversas no msn, e telefonemas, tinhamos amigos em comum também, inclusive uma das minhas melhores amigas, porém eu nunca tinha o visto. E eu estava lá, com mais duas amigas dentro da sala do cinema, à espera de ver um filme de terror temos-pouca-grana-para-produzir-o-filme-e-nossos-efeitos-são-horríveis-ok, quando eu vi um garoto muito alto, hoje eu digo especificamente, com um metro e noventa e dois centímetros. O garoto sorria e falava alto, covinhas apareciam sobre suas buchechas, algo nele me era familiar. Foi então que espantada e eufórica cutuquei minha amiga:

- Cla, é ele!

- Ele quem, T?

- ELE! E-L-E!

- Meu Deus! É ele mesmo!

- Oque eu faço? Oque eu faço? * Abanando *

- Calma, vamos fazer assim, vou ligar no celular dele e perguntar aonde ele está.

- Certo. - disse eu louca de vergonha, e com o estômago já revirado. " Carolzinha, acho que vou vomitar. "

Clarissa digita o número, e um outro celular toca alto na sala do cinema, "shius" e "desliga essa porra "são ditos várias vezes. O garoto atende. ELE atende. Posso ouvir a pergunta da minha amiga, e a resposta DELE.

- Kabunn?

- Sim, quem é?

- É a Cla...

- Oiii Cla, tudo bem?

- Tudo sim. Viu Kabunn, você tá aonde?

- Cara, eu tô dentro da sala do cinema, pra ver "Água Negra".

Meu coração dispara, começo a tremer, " Carolzinha, vou vomitar MESMO."

- Porque Cla?

- Ah, olha o lado.

Ele olha.

- Nãããão, pro outro lado.

- Ah * acenando *, oooi, caramba...

Eu queria morrer, sério. Juro por Deus. Naquele momento daria minha vida pra sumir dali. Cara,eu tava péssima! Sem contar que eu era adolescente ainda sabe? ( Não me considero adulta também tá, mas é o que diz meu rg ). Aquelas preocupada com a aparência e tal do tipo " eu tenho que estar linda ". ( Sinceramente hoje, eu quero que se foda, quem gostou, gostou, quem não gostou, gostasse. Não que eu não me arrume, mas...). Ele cumprimentou a gente. Cla, T, e Carolzinha. Eu estava vermelha do tipo vou-explodir-a-qualquer-momento. Pediu para que Cla pulasse uma poltrona de modo para que ele ficasse ao meu lado. Permaneci dura o filme todo. Caladinha. E quando ele pegou na minha mão então? Sem reações. Eu não costumava ser assim. Àlias nunca fui. Àlias2 odeio quem é. Mas eu simplismente não conseguia. Eu gostava dele, cara. Eu estava péssima! Era o pior dia, o pior filme, a pior roupa, e pior dos piorescabelos, sem contar que ele era: desinibido, engraçado e popular.Pffffffffffffffff. O filme se seguiu torturante. Eu sem reação e calada o tempo todo. Ele até que tentava puxar assunto, mas eu era curta nas respostas, as quais eram ditas quase sem respirar. O filme era de terror, e eu morro de medo de filmes de terror, mas nada, nadinha do filme me assustou, mais do que aquilo tudo.Filme terminando. * Graças a Deus *. Cada um seguindo para um lado. Lembro que lamentei dias pela minha atuação no dia que o conheci. Achei que ele nunca mais queriria falar comigo, e que me taxaria de idiota para todo mundo. Sem contar que naquela época ele me poupava elogios (coisa que ele não faz hoje), e eu fiquei sem saber quatro anos se ele tinha me achado bonita ou não. Trágico né gente? Tá bom, tá bom. Analisando hoje eu nem acho tão trágico não. Mas é que na época eu quase morri, juro! ju - ro! juuuuuro! Ainda bem que não me preocupo mais com essas coisas pequenas, sabe? Tão banais. Ai deus, acho que este foi o post mais pessoal e sem graça que já coloquei, já estou até me arrependendo de apertar o " Publicar Postagem". Sei lá, deu vontade. Fiquem bem, e falarei de assuntos mais importantes nos próximos posts ok? Beijo.

19 opiniões:

Dayane disse...

Ahhhhh meu,eu adorei esse post,sério mesmio.SÉRIO MESMO,pq to passando mais ou menos pela mesma situação ¬¬".GRAÇAS A DEUS que o tempo muda a gente,neh,pq se nao...Bjo

Maldito disse...

Que cena isso daria,...srrsrs, muito excelente!

Mau Camus disse...

Adoro histórias de amor, t. A minha é fantástica! Sempre que conto causa espanto. rs Mas, não contarei agora. Manterei em segredo, como você mantém seu belo nome. kkk
O post foi perfeito, fique certa disso, falou de coisa das mais sérias.

Bjos, linda

.a negra. disse...

Menina..
qr saber coo eu conhecei meu amore?
Num acampamento da igreja dele..
eu era visita lá..
e TODAAS as meninas que conheci por lá..
ficaram afim dele..
TODAS.
.menos eu!
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

só q no ULTIMO dia ele veio falar comigo e pronto foi o suficiente pra aquele careca me seduzir e me fazer ficar APAIXOCADA por ele como estou até hje!

pois é a vida, faz assim..
LOUCURAS né?
ADORO!!!
KKKKKKKKKKKKKKKK

BEijuuuu gat!

.a negra. disse...

eeei teu nome é T..??

O Profeta disse...

Excitante a tua história minha querida...^


De pequena poça fiz um universo
Feito de sete estrelas do mar
Murmurou-me um búzio ao ouvido
O rumo para te encontrar


Bom fim de semana



Mágico beijo

Idylla disse...

hauhauhua q história essa sua viu...hauhuahau!!!
Oh tem presentinhos p vc la no blog....espero q goste!!!
Beijos e feliz são ~joão.....

*Raíssa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
*Raíssa disse...

Cara, eu também já fui boba assim hahaha
A maioria das meninas já foi meio assim quando eram adolescentes.
Já passei por uma situação parecida. Tá, mais ou menos. Tá, na verdade não é parecida hahaha
Mas o seu post me lembrou ela.

Beijos

Storyofprincess disse...

Oii
nossa belo post.
confesso: não li tudo, por quê já tinha que sair do PC mais a párte que eu li estáva bem legal.
depois volto aqui pra ler o resto, tá?
bjs!

:: O SOP comentou no seu blog !! ::
Dica: visite um novo blog! vai visita rapidinho, só pra ver se gosta? =] obg
www.garagebottom.blogspot.com

Idylla disse...

por nadaa... =)

Carlos Howes disse...

Acho que no geral, o primeiro encontro nunca sai bem como a gente deseja... Especialmente quando as expectativas são grandes, e o nervosismo toma conta. Passada a ansiedade e dando espaço para a naturalidade, acho que as coisas tendem a se ajeitar.

Tive uma experiência do gênero uma vez, fiquei absolutamente imóvel, achei que a menina ia me odiar, mas no final das contas, nem odiou. Acho que é questão de dar espaço mesmo.

=***

Naninha disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Aninha disse...

- Meu primeiro encontro não foi nada romantico, foi no carnaval... ele tava de bermuda e chinelo havaiana, na beira da piscina, bebendo que nem um condenado, e eu tinha acabado de chegar, salto alto, vestido floridinho, e chapinha ¬¬ dai me jogaram na piscina e ele me salvou, e ai a gente ficou!
AUHEIUAHEIAUHEIAUHEIAUEHAUE
sua história me fez lembrar disso, hahahahahha nada semelhante maaaas!

beeijos

naninha disse...

Omiga, viu to aqui ....e adorei o que vc escreveu, o inicio de tudo eh tao lindo neh!, a gt nunka imagina q pessoas q vem do nada ficam e marcam neh!?
Viu, queria te dizer que eu te amo, a adoro seu jeitinho, vc eh minha filha mais velha, mas eh aquela q me da conselhos tb...nao consigo mais viver sem sua amizade, esse seu jeitinho meigo me conquistou, e quando chega o fim de semana eu sinto falta de vc, e agora nas ferias...hummm no estagio mesmo, mas la a gt nem pode convcersar neh??? rsrsrs e quando eu for pra Minas entao!??? nossa vo morrer de saudade...

Sua amizade nao tem preço!!! qr dizer tem sim, meu coração!!!
Te amo T

Shelha disse...

eu sei como é...não gosto muito de post pessoais, por isso coloquei um tema no meu: música!

tu sabes que eu sou assim, ando toda mal ajambrada (como diz minha vó - que só falta ter um aneurisma quando eu saio de casa usando havaiana e blusa preta)

mas é isso mesmo, gostou, gostou

*aiiii (feliz até o topo) brigadu pelo seloooo!

Italo Lemos disse...

Se esse post foi ruin imagine um bom! rs! vc é muito ilária! rsrs!
ah...eu tbm nunca boto post importante. Se vc prestar atenção meu blog é uma comédia!
bjuh"!

Ariana disse...

Nossa que situação hem!rs
Daria um filme isso!

Adorei!

Beijo

Claudia Bártholo disse...

Desde quando essa cena de "filme" não é importante...
muito bom, adorei, como podemos ser tão frágeis diante de certas situações não é?
muito bom o texto.
Adorei seu último comentário...
BEIJOSSS, boa semana.

 

Blog Template by YummyLolly.com - Photoshop Brushes Obsidian Dawn