abril 01, 2009

ela esticou a mão,

fazendo parecer que era um movimento comum. Mas não era. Ele como um típico homem mal notou, e continuou a rir da criança gordinha que corria atrás de uma pomba na esperança de alcança - la. Ela por sua vez, reparava, sem que ele percebesse (mais uma vez), nas profundas covinhas que se formavam em sua buchecha enquanto ele fazia sorrir. Ela fechou os olhos, desejando que aquilo fosse eterno, e nesse mesmo instante ouviu - o sussurar em seu ouvido: - Quero que me de uma criança gordinha como essa. Eternizou - se.

26 opiniões:

Lucas disse...

Desde o primeiro texto? Então andou fuçando na gaveta lá de casa. :)

Valeu a visita.
Gosto daqui também.

Tiago M. disse...

Gostei...
Nada como o amor, o simples se torna lindo, gostoso e aconchegante....

bjs!!!

Idylla disse...

Ebaaaaa apareceu a margarida olê, olê, oláaaaaaa....
Q bom q ta d volta!!! =) sds tb...
Beijos =***

Jéssica disse...

Ahahaha, lembrou a mim mesma, que era assim, gordinha ;P

;**

bonito seu blog :D

Serginho Tavares disse...

oi moça
poste mais vezes
adoro vir aqui e ler o que escreves

beijos

Leonardo Curcino disse...

eternizou-se! (:

*Raíssa disse...

Eu era uma criança gordinha, daquelas que você vê as dobrinhas nas coxas. E adoro covinhas :}

Voltou de vez?

Beijos!

kali. disse...

É bom poder achar pessoas que entendem. Sempre foi bom!

Otário disse...

Para primeiro texto, está bastante bom. Por vezes não compreendo certas escritas brasileiras, sendo eu português, alguns termos e estrutura de frases, apesar de sermos mbastante ligados e semelhantes, não coincidem.

Mas o seu texto apresenta uma escrita breve, simples, curta, fácil que, ao mesmo tempo, transmite ao leitor a compreensão necessária, muito suave.

Gostei do seu espaço,
hei-de cá voltar mais vezes.

Continue a escrever!
:)

Ah, já agora, gostaria de a convidar, se estivesse disposta, a participar no EspelhoSentido (espelhosentido.blogspot.com), uma comunidade que eu criei, que já conta com alguns participantes. Visite e comente se puder, gostaria de saber sua opinião quanto ao projecto.

Nathália disse...

Adoro covinhas.
Em crianças gordinhas então... Me derreto.

Beijo!

Cris disse...

Uau

Mary West disse...

Crianças que parecem akele bichinho da marca de pneus, acho que é michellin, são delicias mesmo. :D

.daia. disse...

eu fui super gorda
hoje eu sou um palito
ahuauahuhauuaa

bjs

Suelyn Morais disse...

Adorei!

BeijoooO

Camila Colossi disse...

*.* qee niindoo caraacas hein

Julio Melo disse...

legaun demias seu texto
eu sou gordin, hehhe

Nadezhda disse...

Algumas covinhas tem o dom de se eternizarem também ;)

Felipe disse...

Eiii, mas volte sempre!!!



Normal...rs Homens e sua pouca sensibilidade.

Beijocas

Bonniê-ta-ta disse...

as coisas mais simples da vida...

Lilith disse...

Há momentos que se eternizam mesmo...rsrsrrs...pela simplicidade, pela emoção...
bjs.

Tataahzinha disse...

Oiiii! Meu blog mudou!
Agora é esse aqui: www.peripeciasdatatah.blogspot.com

Obrigada a todos que NUNCA me abandonaram e estiveram do meu lado mesmo depois do meu afastamento!
Quem me acompanhava, peço que acompanhem no outro e saiam do antigo tá?

e agora.. VAMO QUE VAMOOO que eu to de volta!
beeeijo

fernanda disse...

lembrou-me momentos que queria que ficassem eternizados, e que se apagam como fumaça ao vento :x

lindo texto, T :)

. fina flor . disse...

eu teria gelado de medo se ouvisse isso, rs*

beijos, querida e obrigada pela gentil visita ;o)

MM.

Thiara Pagani disse...

Que gostoso de ler.
A simplicidade do amor, leve e singelo.

Amei o blog.

bia de barros disse...

"O infinito é realmente um dos deuses mais lindos" (Legião Urbana)

sempre tão bom vir aqui...
*;
te cuida ^~

Shelha disse...

Quem é capaz de dizer algo assim merece medalha de honra ao mérito (por ter sido verdadeiro).
Será isso possivel?

*Que saudade nada. Tô na area. (rima podre).

 

Blog Template by YummyLolly.com - Photoshop Brushes Obsidian Dawn