setembro 27, 2009

Certo dia me foi perguntado com certa repugnância e desprezo se eu saia de casa procurando algo para amar.Eu dei risada do quão vazia a pergunta era e também do quão vazia a pessoa era.
Cheguei em casa e deitei no colo dele ouvindo no seu peito, seu cantarolar baixinho, coisa mais linda de se ouvir(!), senti o cheiro da sua pele, e como uma criança indefesa agarrei - me a ele, e enquanto ele alisava meus cabelos fazendo círculos com os dedos, eu vi o sol entrando meio tímido pela janela, o som da tv era bem baixinho.E de repente eu amei.Eu amei ele, eu amei o sol, eu amei o som baixinho da tv, eu amei o cheiro que meu cabelo exalava enquanto ele o alisava.Eu me senti completa, cheia de alegria e me senti vazia(...)não por mim, mas por quem certo dia me perguntou aquilo.
O amor é simples, leve e fácil, amor de verdade não é forçado, e amar momentos não é futilidade!Amar é curtir, sentir com todo o coração e com toda a alma toda aquela cena, aquele momento, tudo aquilo, aquilo tudo(!).Talvez essa pessoa nunca tenha amado de verdade, nada, nem ninguém, talvez essa pessoa não ame nem a si mesmo.Uma pena.Se eu pudesse fazer com que todos sentissem um pouco do que eu sinto!Ah!Se eu pudesse...

9 opiniões:

Auíri Au disse...

Eu acho que eu sinto...
Hehehehe.
Vivo apaixonado!!
Beijos

Amanda O. disse...

Aaaaah, que lindo, dona T!

Cris Mitsue disse...

Reflexivo.

Lu Paes disse...

Oii!
Vim retribuir a visita do Trinta Livros!
Adorei seu blog, e você definiu bem o amar.
Muito bom e interessante!
^^
Beijos da Lu!

Juliano disse...

Amei seu blog.!
(acho que isso diz tudo)

De fato você escreve muito bem, eu consegui estar junto de vocês com a sua narrativa.

Beijoooos T.

Carol Garcia disse...

o amor é tão simples, que eu o sinto assim, com algumas elevações de humor, mais eu o sinto como se fosse não viver sem ele ! beeijos ;D
sentir é tão bom

Carol Garcia disse...

eu tava com saudade daqui tbm (L
sério heein !

Déia disse...

Oi T, vim te conhecer...

Que texto delicioso.. não há nada melhor do que amar... e desse jeitinho, como descreveu...

Hoje faço 11 meses de namoro e seu texto veio bem a calhar, pois gosto tanto dele, que nem sei como cabe em meu peito!

bjs

Maluco do Pão disse...

Isso lembra um pouco as sensações que tinha de chegar em casa e cair no colo do meu pai... tempos que não faço isso...

 

Blog Template by YummyLolly.com - Photoshop Brushes Obsidian Dawn