junho 13, 2009

"Queriam-me casado, fútil, quotidiano e tributável? Queriam-me o contrário disto, o contrário de qualquer coisa? Se eu fosse outra pessoa, fazia-lhes, a todos, a vontade. Assim, como sou, tenham paciência! Vão para o diabo sem mim, ou deixem-me ir sozinho para o diabo! Para que havemos de ir juntos?" Ps:Pra variar voltei antes do tempo, hihi, saudade.

14 opiniões:

Felipe disse...

e arredia!!!rs

Dama de Cinzas disse...

Fernando Pessoa? Lindo!

Beijocas

T disse...

infelizmente não sei quem é o autor. se for Fernando Pessoa, mais uma vez, admirável!

Bonniê-ta-ta disse...

É o que eu sempre dizia, muitas vezes indiretamente, outras diretamente.
Agora já nem digo mais...

Bonniê-ta-ta disse...

E SE não me engano, isso é Alvaro de Campos.

Saudades sweetie! ;*

Jéssica V. Amâncio disse...

É sim, do heterônimo Álvaro de Campos... eu só conhecia o final muito por acaso da internet também.e sempre gostei. :)

P.S.: Chorar com o que eu escrevi? Ai ai hein... assim vou parar de escrever...rs chora não vai. Acho que você chorou porque é muito ruim... isso sim.. hahahaha

;)

Luciano de Sálua disse...

Queriam-me... Mas acima de tudo, queria-me. Do contrário, já não me quero.

*Raíssa disse...

Ótimo! Ser diferentes e do-contra é sempre mais legal!

Beijos!

CátiaSofia disse...

Cada um tem que ser da menira como quer, e não como os que o rodeiam o querem.
Adorei.
Beijo grande e obrigado pela visitinha.
Volta sempre que quiser.

Mar e Ana disse...

Isso é de um livro né?
ahuahuahauh

:***

Deyvid . disse...

Adoravel!!

=)

pimentinhabm disse...

apareça...

Lilith disse...

Muito bom...bjus.

Adrielly Soares disse...

AMEI.
:D

 

Blog Template by YummyLolly.com - Photoshop Brushes Obsidian Dawn